João Sobre o Matt

“O Matt é focado, criativo, dinâmico, divertido e mestre de mistura! E adora comer porco preto e odeia pipas com manchas. ”

É provável que conheçam o Matt Gant do “First Drop Wines” no Barrosa Valley, na Austrália.”

 

Em 2007, conheceu o João no Alentejo, outra região vinícola de Portugal, e desde então têm partilhado vindimas em Portugal e na Austrália, todos os anos. Quando o Matt veio pela primeira vez ao Douro, ficou completamente estupefacto com a paisagem e as oportunidades que esta região apresenta para enólogos criativos.

 

Agora, faz parte da Pedra Alta, vindo à vinha para a vindima, mistura, prova, e tomando todas as decisões com o João.

 

O Matt, um amigo de infância da proprietária, é entusiasta do Douro e adora descobrir todas as possibilidades que as uvas locais oferecem a um enólogo. Ele foca-se nas oportunidades que existem nesta região: uvas naturais, uma região vinícola com uma crescente reputação internacional, vinhas com bastante idade, e, simplesmente, a beleza do lugar.

Matt Gant

Matt sobre o João

“O João é dedicado e comprometido. Ele valoriza a integridade e tem uma mente que questiona, um grande desejo de experimentar e uma especial atenção ao detalhe.””

O João Pires, o nosso enólogo Português, trabalha nesta terra há 10 anos: ele conhece cada centímetro da vinha e quer que o vinho seja uma fiel representação do lugar.

 

É jovem, apaixonado pela terra e a sua herança, sendo fundamental ao juntar a equipa neste lugar especial que ele conhece desde sempre. O João é muito discreto, mas acredite quando lhe dizemos que ele conhece cada videira em cada parcela de terra dentro da Quinta da Pedra Alta.

 

O João é, sem dúvida, parte da comunidade local e do cenário jovem do Douro, explorando, inovando e partilhando com esta nova vaga de enólogos empreendedores.

João Pires

Fé na terra desde 1761

Sabemos que somos apenas os proprietários desta terra e queremos assegurar a continuidade para gerações futuras...

Acreditamos que a terra nos oferece oportunidades únicas e é algo que não temos intenção de mudar.

 

Apesar de haver alguns elementos mais desafiantes, é o que dá à Pedra Alta a sua personalidade individual. Os solos de xisto são fantásticos para as nossas uvas, mas não são os mais fáceis de gerir; os patamares íngremes são um desafio óbvio quando trabalhamos nas vinhas; e as variedades de uvas que herdamos, requerem muita gestão cuidadosa do João.

Dito isto, a combinação destas realidades é precisamente o que faz com que os nossos vinhos sejam cheios de personalidade.

 

O que saboreia na garrafa é o resultado de uma visão intransigente de interferir o mínimo possível no legado natural das nossas vinhas e terras.

A nossa filosofia

Cortar pão e fazer o vinho

Para nós, é tanto uma aventura humana como um projeto de produção de vinho...

A nossa ideia sempre foi fazer desta experiência tanto sobre as pessoas como sobre o vinho. O nosso amigo de longa data, Matt, é a personagem principal na história, uma vez que ele foi o responsável por juntar a equipa. E estamos muito gratos por isso.

 

Adoramos trazer amigos, família e clientes à vinha. Em cada garrafa, tentamos adicionar um pouco da magia do Douro, mas experienciá-lo pessoalmente é, sem dúvida, algo muito especial.

A Nossa Visão